A briga entre os apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro, mostra que a “direita” brasileira precisa urgentemente se entender.

Enquanto o presidente se engalfinha com seu próprio partido, os youtubers que o apoiaram até pouco tempo atrás, entraram em batalhas abertas.

No meio de tudo isso, o povo fica a mercê dos abutres de plantão.

Num país em que todos parecem torcer contra o governo, tudo parece estar dando errado, seria pedir muito que houvesse harmonia – praticamente um pacto utópico – pelo desenvolvimento tão necessário à nação.

Mas em toda essa barafunda, fica louvável a postura dos que seguem com as mesmas convicções. As pessoas que mantém suas bandeiras, e que seguem firmes diante das tentações de receberem benefícios para falar bem deste ou daquele.

Essa é, sem dúvida, uma postura cada vez mais rara no Brasil. A grande maioria corrompe seus ideais de acordo com os interesses. Infelizmente, o dinheiro fala bem alto.

A questão é: o governo e seus apoiadores precisam se entender e manter a harmonia – pelo menos interna.

Porque há de se defender a governabilidade. A maioria dos eleitores precisa ser respeitada. Os votos dados à Jair Bolsonaro foram respostas claras do povo.

E o povo segue longe de ganhar benefícios. Na rua, a cantilena da crise ainda canta pesado.

Então o presidente e seus defensores devem observar essa máxima. Qualquer apoio se esvai quando, além dos valores e princípios esvaziados, o bolso segue furado e os recursos inexistentes. Não vai existir vida fácil enquanto a crise não passar.

 

Leia também