O Campeonato Brasileiro deu uma pausa para a realização das últimas rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo. No próximo final de semana, enquanto as equipes nacionais recompõem as energias para a fase final da competição, que tem o Corinthians como o principal favorito ao título, os jogadores brasileiros mais badalados do mundo retomam a preparação para receber o Chile na terça-feira, 10. A partida será realizada no Allianz Parque, às 20h30.

Com o passaporte já carimbado para a Rússia, o time comandado pelo técnico Tite enfrentará um Chile desesperado para alcançar, ao menos, a quinta colocação da classificação geral – que garante a disputa de vaga contra um país da Oceania.

Favorita?

A seleção brasileira começou a trajetória nas Eliminatórias em outubro de 2015 com uma derrota por 2 a 0 para o Chile. O início da competição foi de dúvidas, vaias e desconfiança – herança de uma eliminação vergonhosa na Copa do Mundo de 2014. Nem a vitória contra o Peru, na segunda rodada, foi suficiente para retomar o entusiasmo do torcedor brasileiro.

Assim permaneceu até meados de junho de 2016, quando Dunga foi demitido pela CBF. Em seu lugar entrou Tite e novos ares tomaram conta da seleção. Com vitórias consecutivas e a conquista da liderança, a confiança foi retomada e a classificação garantida. Dois anos após a vergonhosa estreia, os times se reencontrão em situações contrárias. Atualmente, a equipe brasileira é um dos favoritos para conquistar o mundial.

Na Rússia

Enquanto os times ao redor do mundo tentam a tão sonhada vaga, na Rússia, o andamento das construções dos estádios começam a preocupar os membros da Fifa. Nos primeiros dias do mês de outubro, uma equipe da Federação identificou que Samara, um dos estádios que sediará a Copa, não ficará pronto no prazo estipulado. As outras construções ainda serão avaliadas.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu que há atrasos nas construções, mas que a situação não está grave o suficiente. Segundo ele, os trabalhos vão continuar para que as obras sejam concluídas no prazo correto.

Leia também